Será que é difícil saber como instalar energia solar? Lhe respondo que não é! No Brasil gerar a própria energia já é a realidade de diversos empresários. Ser um autoprodutor de eletricidade atualmente significa, economia e alto rendimento. E uma das formas de alcançar essas vantagens financeiras pode ser através do investimento em energia solar.

Além disso, após o período de investimento, você não precisa mais se preocupar com as variações de tarifas e aumento do valor da conta de luz em caso de crises energéticas, por exemplo.

É importante também contratar uma empresa que possua experiência no mercado de energia e entregue toda solução completa para você e sua empresa. Por isso, para você saber o que avaliar na empresa que instalará o seu sistema fotovoltaico. Fique atento!

Conheça agora o passo a passo completo de como instalar energia solar na sua empresa:

Como instalar energia solar na sua empresa

Ao contrário do que possa parecer, entender como instalar energia solar é um processo bastante simples. Mas claro, para obter os melhores rendimentos com este investimento é fundamental seguir um passo a passo completo, a começar pela escolha da empresa que realizará o serviço.

1.Vistoria técnica

Para evitar surpresas no decorrer do processo e obter um orçamento assertivo, antes de instalar um sistema de energia solar, uma vistoria técnica deve ser realizada com o objetivo de avaliar a estrutura da edificação. Além disso, também são levantados os equipamentos necessários de acordo com o perfil do consumo do imóvel.

Ainda na vistoria técnica são levantadas informações que subsidiarão a produção do projeto de instalação como, por exemplo, a característica de irradiação solar do local, os tipos de aparelhos elétricos em uso etc.

2.Elaboração do Projeto

Nesta etapa, a empresa especializada será capaz de definir o melhor local para a instalação dos seus painéis. Além disso, o projeto também especifica a dimensão do sistema e determina o custo de instalação, evitando gastos futuros não planejados.

Entre os pontos levados em consideração no projeto para a especificação da instalação estão:

  • A disponibilidade da área do telhado;
  • A orientação e inclinação para instalação das estruturas de suporte;
  • Tipo de cobertura (telhas);
  • Dados sobre sombreamentos e locais potenciais para instalação dos painéis;
  • Locais potenciais de instalação dos demais equipamentos (inversor, por exemplo);
  • Concepção do projeto;
  • Produção energética demandada pelo cliente e a potência fotovoltaica a ser instalada;
  • Estudo financeiro;
  • Entre outros.

3.Orçamento/proposta

Com todas estas informações é hora de apresentar a proposta para o consumidor para a aprovação do orçamento. Após isso, é só assinar o contrato para formalizar a proposta.

Com todo o custo definido para instalar energia solar em mãos, o cliente poderá também pesquisar linhas de financiamento que mais se adequem ao seu negócio. Quer saber mais sobre linhas de financiamento? Nós criamos  um artigo completo sobre o assunto aqui!

4.Apresentação do cronograma da instalação

Nesse cronograma você irá enxergar os processos internos da empresa, como a relação com a concessionária, compra, logística e pré-montagem do material e também os processos externos, data do dimensionamento, instalação, vistoria da concessionária e homologação do sistema.

5.Instalação

Com o orçamento aprovado, vem, então a instalação propriamente dita. Bastante simples, a duração da instalação vai depender das características de cada projeto. Ela não demanda preparação prévia e a interferência no espaço é mínima.

A fixação dos suportes que seguram os painéis dependerá do tipo de cobertura do imóvel. Além de segurar os módulos, os suportes devem ser resistentes e fixados de forma a não dar margem a infiltração, afim de não gerar qualquer inconveniente futuro.

É fundamental ressaltar que, por segurança e para garantia de eficiência, o serviço deve ser realizado por um equipe técnica especializada.

6.Vistoria concessionária

A vistoria da concessionária é fundamental para a autorização. Ela é realizada por profissionais técnicos no local que certificam que a instalação foi feita corretamente e, assim, autorizam o uso do sistema.

7.Homologação troca de medidor

Para que a energia produzida pelo sistema fotovoltaico entre no quadro de compensação em sistemas, é preciso conectar a rede fotovoltaica à rede da concessionária. Nesta etapa é trocado o medidor por um relógio bidirecional que não só mede a luz recebida pelas centrais nos momentos em que os módulos não funcionam, mas também mede a energia solar injetada pelo sistema para a distribuidora quando há excesso de geração de energia. Esse sistema de compensação só irá funcionar após a homologação do sistema junto à concessionária de energia.

8.Monitoramento

Como instalar energia solar é um investimento, é importante que possa haver um monitoramento da produção do sistema. Uma maneira de verificar a efetividade da produção de energia solar é fazendo a manutenção preditiva. Ou seja, o acompanhamento do desempenho por meio de monitoramento remoto.

Com um aplicativo é possível verificar em tempo real e remotamente o quanto de energia está sendo produzida, entre outros parâmetros. Com isso, pode-se constatar o funcionamento do sistema ou possíveis falhas a serem corrigidas.

Conclusão

Padarias, escolas, mercados, hotéis etc. São inúmeras as empresas brasileiras que vêm adotando a energia solar como forma de aumentar rendimentos e garantir economia nos negócios.

Instalar energia solar pode levar a uma economia de até 95% do total da sua conta de luz, tornando seu negócio mais competitivo no mercado. Uma excelente solução para a sua empresa, não é mesmo?

Quer saber o quanto sua empresa pode economizar com a energia solar? Clique abaixo!