Será que é possível unir sustentabilidade e lucratividade? Muitos empresários acreditam que aderir a políticas sustentáveis representa um custo a mais para a empresa, porém a prática nos mostra o contrário, essa ação é considerada um diferencial estratégico que pode garantir economia de recursos. 

Além disso, a empresa pode vir a receber um impacto positivo – melhorando a percepção de clientes, fornecedores, investidores e outros parceiros. Consequentemente, a lucratividade das empresas que aderem à sustentabilidade tende a crescer.

Tudo isso, somado ao legado que as empresas deixam para o meio ambiente, tem feito muitos empresários mudarem de ideia. É por isso que neste artigo veremos como você pode unir sustentabilidade e lucratividade. Confira!

O que é sustentabilidade empresarial?

Antes de fazer uma conexão entre ações sustentáveis e lucratividade, temos que compreender o conceito. O que você pensa quando falamos sobre o assunto?

A sustentabilidade empresarial é baseada em três pilares: meio ambiente, sociedade e finanças. Ou seja, são medidas que impactam positivamente no meio ambiente, promovem o bem-estar da sociedade e possibilitam que a empresa alcance bons resultados financeiros – afinal, são esses resultados que permitem que as instituições continue promovendo esse impacto positivo.

Isso pode ser visto na prática através de diversas ações – desde a utilização de fontes renováveis para a geração de energia elétrica até a organização de ações de conscientização para combater problemas da sociedade. O papel da empresa pode (e deve) ir muito além de gerar lucro para o enriquecimento próprio.

A sustentabilidade é apenas uma estratégia de marketing?

Ao contrário do que muitos pensam, a sustentabilidade não é apenas uma estratégia de marketing. Muito mais do que isso, é um conceito que impacta toda a estrutura corporativa – desde as ações internas dos funcionários até os relacionamentos com clientes e parceiros.

Além disso, ela deve ser horizontal. Ou seja, não ficar limitada a um ou outro setor da empresa. Não é apenas a produção que deve aprender a lidar com os resíduos ou a geração de energia que vem de uma fonte renovável. Todas as ações da organização são guiadas pelo conceito.

Como a sustentabilidade e lucratividade podem caminhar juntas? 

A ideia de que sustentabilidade não é economicamente viável ainda paira na mente de muitos empreendedores. Talvez no passado isso fosse realmente verdade, mas hoje não é assim que acontece. O público agora possui novos critérios de consumo, assim como os investidores. Ambos preferem estar associados com organizações que promovem ações de sustentabilidade ambiental, social e empresarial.

Mais condições de acesso a recursos

As grandes organizações demoraram para entender que os recursos naturais são escassos e não duram para sempre quando não são cuidados. Uma empresa sustentável tem mais condições de acesso a recursos, pois busca formas renováveis dos insumos. 

Um ótimo exemplo disso é uma empresa que promove o reuso da água, recicla materiais em conjunto com cooperativas, promove coleta seletiva de lixo e utiliza energia renovável, como a eólica e a solar. 

Legado para o futuro

O resultado da adoção de práticas sustentáveis vai além de melhorias institucionais e financeiras. Empresas sustentáveis deixam um legado para as próximas gerações e também para outras empresas que passam a enxergar valor em políticas ambientais.

Redução de custos

Ao contrário do que muitos empreendedores pensam, as práticas sustentáveis ajudam a promover a redução de custos empresariais. O reaproveitamento da água, uma nova política de tratamento de resíduos, a conscientização dos  funcionários e a adoção de novas fontes de energia, podem diminuir os custos da produção e com energia.

Como definir um padrão de conduta sustentáveis?

Um padrão de conduta sustentável deve ter como base os três pilares que já abordamos anteriormente: meio ambiente, sociedade e finanças. Além disso, a sua empresa pode se guiar pelo ISO 26000- que foi a primeira norma internacional de Responsabilidade Social Empresarial.

Os 7 princípios dessa norma são:

• Responsabilidade;
• Transparência;
• Comportamento Ético;
• Consideração pelas partes interessadas;
• Legalidade;
• Normas Internacionais;
• Direitos Humanos.

Empresas de qualquer porte podem alinhar práticas sustentáveis com saúde financeira?

Será que unir sustentabilidade e lucratividade é apenas para grandes organizações com centenas de funcionários? Não é bem assim. Mesmo pequenas empresas podem utilizar como base os conceitos para impactar positivamente o ambiente no qual estão inseridas.

Isso pode ser colocado em prática com pequenas ações. Listamos algumas abaixo:

  • Adoção de novas políticas de fornecedores, evitando a compra de produtos que agridem o meio ambiente;

  • Revisão dos processos de produção e elegendo mudanças no sentido de reduzir gastos desnecessários com energia e o desperdício de água;

  • Emprego de políticas de reciclagem de materiais e coleta seletiva.

Como definir diretrizes sustentáveis para a minha empresa?

Adotar uma postura sustentável não acontece da noite para o dia. É preciso definir diretrizes  para que a sua empresa consiga aplicar esses conceitos de forma integral – e não apenas em um ou outro setor. Confira como colocar isso em prática:

  • Forme comissões. As práticas sustentáveis não serão implantadas naturalmente na sua empresa. É preciso formar uma comissão que fique responsável por planejar e implementar as ações – buscando a mudança da mentalidade corporativa em torno desse objetivo.

  • Aplique a horizontalidade. A horizontalidade significa que a sustentabilidade não é um processo que acontece apenas em um setor, mas abrange toda a organização – de forma horizontal. Ou seja, engloba todos os processos.

  • Transversalidade. Para alcançar a transversalidade é preciso que a sustentabilidade não seja apenas um instrumento estratégico, e sim seja colocada em prática pelos profissionais de todos os níveis da organização. Todos precisam entender o que significa e representa para suas vidas e para o negócio.

Sustentabilidade e lucratividade: o caminho para a evolução

Como observamos, é economicamente viável aplicar políticas sustentáveis nas empresas dos mais diversos portes e setores. A sustentabilidade corporativa rompe barreiras e contribui para um planeta mais limpo e um futuro com mais qualidade de vida para todos. É por esse motivo que organizações em todo o mundo têm aderido a políticas ambientais e promovido ações ecologicamente corretas, garantindo melhorias institucionais e para o meio ambiente.

Este artigo foi útil para você? Saiba mais sobre como unir sustentabilidade e lucratividade com o nosso artigo sobre marketing verde!