A qualidade dos equipamentos fotovoltaicos é fundamental para você escolher qual a empresa certa para instalar o seu sistema de energia solar. Assim, ao adquirir um gerador fotovoltaico, você deve optar por uma empresa especializada, e que lhe forneça a solução completa para que você não tenha nenhuma dor de cabeça futura. Isso porque uma boa empresa deve desenvolver o sistema de forma personalizada e contar com bons fornecedores. Tudo isso para entregar um serviço que vai muito além da simples venda de kits e equipamentos fotovoltaicos, garantindo assim, a geração dos sistemas e atendimento da demanda do consumidor.

Quais são os equipamentos fotovoltaicos?

Existem dois tipos sistemas de geração de energia solar: um conectado à rede elétrica em sistema de compensação; outro autônomo, que utiliza um banco de baterias. Conheça aqui as principais diferenças entre os dois tipos de sistema.

Painel fotovoltaico

O principal componente de um sistema de energia solar é o painel fotovoltaico. A maior parte dos painéis são constituídos por células de silício, um material semicondutor. Essas células, por sua vez, possuem duas camadas carregadas, uma positiva e a outra negativa que geram a corrente elétrica.

Os painéis fotovoltaicos possuem garantia de operação de 25 anos, garantindo nesse período no mínimo 80% da sua potência, mas sua vida útil é ainda bem maior.

São parâmetros para escolher o painel fotovoltaico policristalino:

– Eficiência: Os mais eficientes variam entre 16 e 17%; 

– Prefira painéis com variação de potência positiva, principalmente, com tolerância de 0 a +5W; 

– Busque produtos com coeficientes de temperatura entre 0,35 até 0,42% por °C,

– Procure marcas que tenham garantia de 80% da potência por pelo menos 25 anos.

Diferenças entre os tipos de painéis: Policristalino X Monocristalino

O painel solar é considerado o ponto chave do gerador fotovoltaico. Eles podem ser monocristalinos ou policristalinos.

Monocristalino: confere maior eficiência ao sistema, numa faixa de 12 a 17%, e opera mesmo que em baixa luminosidade (por exemplo, em dias nublados). A sua fabricação é feita a partir de um único cristal em formato de tubo. Esse material é fatiado em lâminas, que são transformadas em células solares. 

Policristalino: possuem preços mais baixos. Sua produção consiste na fundição de diferentes cristais, por isso seu desempenho, em relação aos monocristalinos, é ligeiramente menor. Sua principal característica é a menor geração de resíduos, uma vez que  as células em quadrados se encaixam perfeitamente e o material não apresenta perdas entres os espaços. 

Inversor solar

A corrente elétrica produzida por um painel fotovoltaico não corresponde ao padrão de corrente que alimenta os imóveis e os aparelhos elétricos. Isto é, os painéis geram corrente contínua, enquanto os aparelhos elétricos recebem a corrente alternada. Para fazer esta transformação, tem-se o inversor solar.

São parâmetros para escolher o inversor solar:

– Equipamentos possuem vida útil de no mínimo 15 anos;

– Eficiência maior 96%;

-Capacidade de ser monitorado remotamente.

Medidor Bidirecional

O relógio de luz, ou medidor de energia elétrica, também deve ser trocado por um relógio bidirecional. O equipamento é responsável por contabilizar a eletricidade injetada pelas centrais e por medir a energia solar produzida pelos painéis e injetada para a distribuidora quando há excesso de produção.

Suportes de fixação

De alumínio ou aço inoxidável, os suportes de fixação de painéis de energia solar são produzidos em diversos modelos a serem selecionados de acordo com as características do local da instalação.

Os materiais devem ser de alta qualidade, ter proteção contra corrosão e ser resistentes a ventos fortes. A vida útil indicada para estes suportes é de 10 anos, mas o equipamento tende a durar cerca de 30 anos.

Baterias

Em sistemas autônomos (Off Grid) ainda são necessárias as baterias. Elas armazenam a energia produzida durante o dia e que será utilizada durante à noite. Os equipamentos mais comumente utilizadas possuem vida útil de 4 a 12 anos, dependendo da temperatura ambiente e do tipo de bateria utilizada.

Existem baterias específicas para o armazenamento de energia solar, que são chamadas de baterias estacionárias, que, ao invés de baterias automotivas, são projetadas para aguentar ciclos mais profundos de descarga e são feitas para durarem mais tempo.

Controlador de Carga

Também em sistemas autônomos são necessários os controladores de carga para controlar a voltagem de entrada no sistema, evitando sobrecargas e protegendo a bateria. Normalmente, possuem garantia de dois anos.

Monitoramento da produção de energia via WiFi

Para atestar a qualidade dos materiais, evitar falhas e fazer a manutenção preditiva, os sistemas completos de energia solar contam com o monitoramento da produção por meio de um software, podendo transmitir as informações via celular. Com um aplicativo é possível verificar em tempo real e remotamente o quanto de energia está sendo produzida, entre outros parâmetros.

A solução oferece:
– Acesso remoto aos dados de produção de energia solar por dispositivos conectados à internet;
– Envio de alertas em tempo real em caso de falha;
– Interface de fácil entendimento.

Busque fornecedores de confiança

Optar por equipamentos fotovoltaicos de qualidade e por empresas de confiança no mercado é um dos requisitos para garantir a melhor instalação e eficiência na geração de energia fotovoltaica. Por isso, é importante estar atento às marcas dos equipamentos fotovoltaicos e escolher uma empresa especializada e que trabalhe com fornecedores de confiança para instalar o seu sistema fotovoltaico.

Quer saber sobre os benefícios da energia solar para o seu negócio? Baixe gratuitamente o nosso Guia da empresa sustentável